Cigarro

A morte do fumo. Será que isso é possível?

A morte do fumo. Será que isso é possível?

3 minutos Já mostramos aqui que a história de conquistas do tabaco pode estar no fim, pois o cerco ao produto reduziu o consumo nos países ricos e será reforçado nos demais. Stanton Glantz, pesquisador do assunto na Universidade da Califórnia em São Francisco, diz que o hábito nunca deve chegar a 0%, mas, pelo menos, deve cair a ponto de não ser mais uma preocupação de saúde pública. E alguns países já estão focados nesta queda. É o caso da Nova Zelândia. Com Continue lendo

O pulmão de um ex-fumante se regenera?

O pulmão de um ex-fumante se regenera?

menos de 1 minuto O diagnóstico tardio de câncer de pulmão torna a doença altamente letal. Apesar de existir 20 tipos deste câncer, segundo dados da Rede Nacional de Pesquisa Clínica em Câncer, do Ministério da Saúde, em 2013 menos de 20% dos pacientes brasileiros passaram por exames para detectar algum adenocarcinoma (o tumor maligno). Especialistas acreditam que, atualmente, este número subiu para 30%. Diante deste quadro, cabe a pergunta: mesmo se a pessoa deixar de fumar, será que seu pulmão se regenera? No Continue lendo

Sabor que mata – uma petição pela saúde das crianças e jovens

Sabor que mata – uma petição pela saúde das crianças e jovens

3 minutos Em 2012, a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 14/2012 da Anvisa de 2012 proibiu a inclusão de aditivos no cigarro e deu prazo de 18 meses para que as empresas se adaptassem. Entretanto, a medida nunca chegou a vigorar. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) questionou a constitucionalidade da resolução argumentando que a resolução proibiu aditivos de forma genérica, restringindo o uso de qualquer substância que não seja tabaco ou água, o que resultaria no banimento de praticamente todos os cigarros vendidos Continue lendo

Dia Mundial sem Tabaco 2017: uma ameaça ao desenvolvimento

Dia Mundial sem Tabaco 2017: uma ameaça ao desenvolvimento

2 minutos No dia 31 de maio se comemora o Dia Mundial sem Tabaco nos países membros das Nações Unidas. A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) e seus parceiros mundiais lideram a campanha, que em 2017 tem como tema Tabaco – uma ameaça ao desenvolvimento para ser trabalhado internacionalmente com os seguintes objetivos: Destacar as ligações entre a utilização dos produtos do tabaco, o controle do tabagismo e o desenvolvimento sustentável; Incentivar os países a incluir o controle do tabagismo nas Continue lendo

Quanto mais inteligência, menos cigarro

Quanto mais inteligência, menos cigarro

2 minutos De acordo com um estudo realizado pela equipe de pesquisa da Universidade Livre de Amsterdã, na Holanda, a inteligência é hereditária. Os cientistas identificaram 52 genes ligados à inteligência humana, sendo 40 deles inéditos. Publicado na revista científica Nature, o estudo ainda revela que pessoas que tiveram melhor desempenho em testes de QI nunca haviam fumado. Após analisar amostras de cerca de 80.000 pessoas selecionadas a partir do banco de dados biológico do Reino Unido, a equipe identificou como os genes atuavam Continue lendo

A hora perfeita para um bate papo

A hora perfeita para um bate papo

2 minutos De acordo com a Organização Mundial da Saúde, um bilhão de pessoas são consideradas dependentes da nicotina. Este número poderia ser bem menor, segundo pesquisadores da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos. Como? Com um simples bate papo com uma enfermeira (ou enfermeiro). Não estamos falando, claro, de cantadas e/ou paqueras. “Hospitalização é a hora perfeita para ajudar pessoas a pararem de fumar. Eles estão mais motivados e enfermeiros podem explicar como fumar prejudica a saúde – inclusive atrapalhando a cura”, afirmou, Continue lendo

Brasil x Cigarro: uma história de sucesso

Brasil x Cigarro: uma história de sucesso

3 minutos Uma em cada 10 mortes é causada pelo cigarro. Metade das mortes causadas pelo fumo ocorre em apenas quatro países: China, Índia, Estados Unidos e Rússia, que concentram mais da metade das mortes atribuídas ao tabaco. Já o Brasil, por sua vez, apresentou uma redução significativa no número de fumantes nos últimos anos. Por isso, ele aparece como “uma história de sucesso digna de nota” na pesquisa financiada pela Bill & Melinda Gates Foundation e pela Bloomberg Philanthropies e divulgada pela publicação Continue lendo

Necessidade física e psicológica de fumar – o que fazer?

Necessidade física e psicológica de fumar – o que fazer?

4 minutos Segundo o dr. Feres Chaddad, neurologista da Beneficência Portuguesa de São Paulo (CRM 89100), a resposta aos componentes do cigarro é cerebral. Isso porque, no instante em que se dá uma despretensiosa tragada, junto com a fumaça que vai da boca aos pulmões, um grupo diverso de ações se desencadeia no corpo – entre elas, a rápida sensação de bem-estar, quase um aconchego na rotina corrida da vida. Essa sensação prazerosa quase imediata desempenha importante papel no entendimento do que é a Continue lendo

O tabagismo entre as preocupações da juventude

O tabagismo entre as preocupações da juventude

1 minuto Um estudo da Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, apontou que a dependência de tabaco em adolescentes deve ser tratada com a mesma urgência que a dependência de drogas. Segundo Jessica Muilenburg, professora associada da Faculdade de Saúde Pública na instituição e coordenadora do estudo, o vício em tabaco normalmente é um assunto negligenciado por não carregar o mesmo estigma do alcoolismo ou do abuso de drogas. No entanto, o tabagismo modifica a química cerebral fazendo com que o fumante tenha maior Continue lendo

Cigarro apodrece os pulmões. Literalmente

Cigarro apodrece os pulmões. Literalmente

menos de 1 minuto Fumar causa pressão alta, problemas cardíacos, manchas na pele e nos dentes e, mais ainda, danos severos aos pulmões. Fumar é tão nocivo aos órgãos que os fumantes têm elevados riscos de desenvolver um câncer pulmonar fatal. Apesar de o fumante ser mais suscetível ao câncer pulmonar, ele pode reduzir drasticamente esse risco abandonando o tabagismo. Entretanto, apesar dos pulmões e suas estruturas até poderem se regenerar e permitir melhora enorme na qualidade de vida, os danos acumulados (como a Continue lendo