Cigarro

Tabaco: prejuízo e morte

Tabaco: prejuízo e morte

6 minutos R$ 56,9 bilhões. Este é o prejuízo anual que o Brasil tem com o tabagismo. Desse total, R$ 39,4 bilhões são gastos com despesas médicas e R$ 17,5 bilhões com custos indiretos ligados à perda de produtividade, causada por incapacitação de trabalhadores ou morte prematura. Como a arrecadação de impostos com a venda de cigarros no país  é de R$ 12,9 bilhões, isso significa que o saldo negativo é de R$ 44 bilhões/ano. Os números impressionantes são do estudo Tabagismo no Brasil: Continue lendo

Um complexo quebra-cabeça

Um complexo quebra-cabeça

1 minuto Se a genética pode ser favorável a alguns fumantes melhorando as funções pulmonares e disfarçando os efeitos mortais do hábito de fumar, por outro lado é nela que está a explicação de como o hábito de fumar pode levar ao acúmulo da placa que endurece as artérias e causa doenças cardíacas. Este foi o resultado de um estudo realizado pela Perelm School of Medicine, da Universidade da Pensilvânia, nos EUA. As descobertas apontam que fumantes correm mais riscos de sofrer obstrução arterial Continue lendo

Trocando seis por meia dúzia

Trocando seis por meia dúzia

2 minutos O “fim da linha do cigarro” – o fim definitivo da produção e consumo do cigarro – já está sendo visto no horizonte por alguns especialistas. A própria indústria do tabaco também ouve o soar das trombetas anunciando o apocalipse do fumo. A principal empresa internacional de tabaco do mundo, a Philip Morris International (PMI) tem anunciado o planejamento de um futuro “smoke-free”, em que a produção de cigarro seria gradualmente abandonada e substituída por dispositivos eletrônicos para fumar. É bom lembrar Continue lendo

A morte do fumo. Será que isso é possível?

A morte do fumo. Será que isso é possível?

3 minutos Já mostramos aqui que a história de conquistas do tabaco pode estar no fim, pois o cerco ao produto reduziu o consumo nos países ricos e será reforçado nos demais. Stanton Glantz, pesquisador do assunto na Universidade da Califórnia em São Francisco, diz que o hábito nunca deve chegar a 0%, mas, pelo menos, deve cair a ponto de não ser mais uma preocupação de saúde pública. E alguns países já estão focados nesta queda. É o caso da Nova Zelândia. Com Continue lendo

O pulmão de um ex-fumante se regenera?

O pulmão de um ex-fumante se regenera?

menos de 1 minuto O diagnóstico tardio de câncer de pulmão torna a doença altamente letal. Apesar de existir 20 tipos deste câncer, segundo dados da Rede Nacional de Pesquisa Clínica em Câncer, do Ministério da Saúde, em 2013 menos de 20% dos pacientes brasileiros passaram por exames para detectar algum adenocarcinoma (o tumor maligno). Especialistas acreditam que, atualmente, este número subiu para 30%. Diante deste quadro, cabe a pergunta: mesmo se a pessoa deixar de fumar, será que seu pulmão se regenera? No Continue lendo

Sabor que mata – uma petição pela saúde das crianças e jovens

Sabor que mata – uma petição pela saúde das crianças e jovens

3 minutos Em 2012, a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 14/2012 da Anvisa de 2012 proibiu a inclusão de aditivos no cigarro e deu prazo de 18 meses para que as empresas se adaptassem. Entretanto, a medida nunca chegou a vigorar. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) questionou a constitucionalidade da resolução argumentando que a resolução proibiu aditivos de forma genérica, restringindo o uso de qualquer substância que não seja tabaco ou água, o que resultaria no banimento de praticamente todos os cigarros vendidos Continue lendo

Dia Mundial sem Tabaco 2017: uma ameaça ao desenvolvimento

Dia Mundial sem Tabaco 2017: uma ameaça ao desenvolvimento

2 minutos No dia 31 de maio se comemora o Dia Mundial sem Tabaco nos países membros das Nações Unidas. A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) e seus parceiros mundiais lideram a campanha, que em 2017 tem como tema Tabaco – uma ameaça ao desenvolvimento para ser trabalhado internacionalmente com os seguintes objetivos: Destacar as ligações entre a utilização dos produtos do tabaco, o controle do tabagismo e o desenvolvimento sustentável; Incentivar os países a incluir o controle do tabagismo nas Continue lendo

Quanto mais inteligência, menos cigarro

Quanto mais inteligência, menos cigarro

2 minutos De acordo com um estudo realizado pela equipe de pesquisa da Universidade Livre de Amsterdã, na Holanda, a inteligência é hereditária. Os cientistas identificaram 52 genes ligados à inteligência humana, sendo 40 deles inéditos. Publicado na revista científica Nature, o estudo ainda revela que pessoas que tiveram melhor desempenho em testes de QI nunca haviam fumado. Após analisar amostras de cerca de 80.000 pessoas selecionadas a partir do banco de dados biológico do Reino Unido, a equipe identificou como os genes atuavam Continue lendo

A hora perfeita para um bate papo

A hora perfeita para um bate papo

2 minutos De acordo com a Organização Mundial da Saúde, um bilhão de pessoas são consideradas dependentes da nicotina. Este número poderia ser bem menor, segundo pesquisadores da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos. Como? Com um simples bate papo com uma enfermeira (ou enfermeiro). Não estamos falando, claro, de cantadas e/ou paqueras. “Hospitalização é a hora perfeita para ajudar pessoas a pararem de fumar. Eles estão mais motivados e enfermeiros podem explicar como fumar prejudica a saúde – inclusive atrapalhando a cura”, afirmou, Continue lendo