Cigarro

Um perigo a mais

Um perigo a mais

1 minuto Não importa quem acende o cigarro, e sim quem inala a fumaça. A fumaça expelida pela ponta do cigarro chega a conter três vezes mais nicotina e monóxido de carbono e até 50 vezes mais substâncias cancerígenas do que a fumaça inalada pelo fumante – afinal, os gases passam pelo filtro do cigarro antes de chegar à boca. Pessoas que “fumam” involuntariamente – geralmente filhos, esposas e maridos de tabagistas –, podem chegar a consumir o equivalente a quatro cigarros por dia. Continue lendo

O jogo sujo da propaganda tabagista disfarçada e ilegal

O jogo sujo da propaganda tabagista disfarçada e ilegal

5 minutos Já sabemos que quase a metade dos fumantes brasileiros diz querer largar o cigarro, mas uma das barreiras é a tentação provocada pelo marketing dos produtos – um problema que o Brasil ainda não conseguiu resolver. Aqui, apesar de a publicidade do tabaco ser proibida nos meios de comunicação desde 2000, ela ainda está presente nos pontos de venda na forma de iluminados, coloridos e atrativos displays, e a indústria tabagista pode realizar atividades promocionais e patrocinar eventos culturais e esportivos expondo Continue lendo

Mudança de hábito

Mudança de hábito

3 minutos Quase a metade dos fumantes brasileiros diz querer largar o cigarro, mas seus esforços ainda esbarram na tentação provocada pelo marketing dos produtos e na demanda por mais programas de aconselhamento e apoio à cessação do vício na rede de saúde pública, sugere a terceira edição de pesquisa global de projeto sobre o controle do tabagismo divulgada pelo Instituto Nacional do Câncer José Gomes Alencar (Inca). A proporção de brasileiros que afirmou planejar parar de fumar num prazo de seis meses (49%) Continue lendo

O Coral Inesperado

O Coral Inesperado

3 minutos As campanhas antitabagistas costumam surpreender pela forma inédita e impactante de despertar a consciência de quem fuma. A Adesf (Associação de defesa da saúde do fumante), por exemplo, desenvolveu A Voz do Cigarro com a participação de fumantes que passaram por uma laringectomia total (procedimento cirúrgico onde a laringe inteira é removida em decorrência de câncer). Segundo Elisabete Carrara de Angelis, coordenadora do Grupo de Apoio ao Paciente Laringectomizado Sua Voz e diretora de Fonaudiologia Oncológica do hospital A.C.Camargo Cancer Center, “ainda Continue lendo

Tabaco: prejuízo e morte

Tabaco: prejuízo e morte

6 minutos R$ 56,9 bilhões. Este é o prejuízo anual que o Brasil tem com o tabagismo. Desse total, R$ 39,4 bilhões são gastos com despesas médicas e R$ 17,5 bilhões com custos indiretos ligados à perda de produtividade, causada por incapacitação de trabalhadores ou morte prematura. Como a arrecadação de impostos com a venda de cigarros no país  é de R$ 12,9 bilhões, isso significa que o saldo negativo é de R$ 44 bilhões/ano. Os números impressionantes são do estudo Tabagismo no Brasil: Continue lendo

Um complexo quebra-cabeça

Um complexo quebra-cabeça

1 minuto Se a genética pode ser favorável a alguns fumantes melhorando as funções pulmonares e disfarçando os efeitos mortais do hábito de fumar, por outro lado é nela que está a explicação de como o hábito de fumar pode levar ao acúmulo da placa que endurece as artérias e causa doenças cardíacas. Este foi o resultado de um estudo realizado pela Perelm School of Medicine, da Universidade da Pensilvânia, nos EUA. As descobertas apontam que fumantes correm mais riscos de sofrer obstrução arterial Continue lendo

Trocando seis por meia dúzia

Trocando seis por meia dúzia

2 minutos O “fim da linha do cigarro” – o fim definitivo da produção e consumo do cigarro – já está sendo visto no horizonte por alguns especialistas. A própria indústria do tabaco também ouve o soar das trombetas anunciando o apocalipse do fumo. A principal empresa internacional de tabaco do mundo, a Philip Morris International (PMI) tem anunciado o planejamento de um futuro “smoke-free”, em que a produção de cigarro seria gradualmente abandonada e substituída por dispositivos eletrônicos para fumar. É bom lembrar Continue lendo

A morte do fumo. Será que isso é possível?

A morte do fumo. Será que isso é possível?

3 minutos Já mostramos aqui que a história de conquistas do tabaco pode estar no fim, pois o cerco ao produto reduziu o consumo nos países ricos e será reforçado nos demais. Stanton Glantz, pesquisador do assunto na Universidade da Califórnia em São Francisco, diz que o hábito nunca deve chegar a 0%, mas, pelo menos, deve cair a ponto de não ser mais uma preocupação de saúde pública. E alguns países já estão focados nesta queda. É o caso da Nova Zelândia. Com Continue lendo

O pulmão de um ex-fumante se regenera?

O pulmão de um ex-fumante se regenera?

menos de 1 minuto O diagnóstico tardio de câncer de pulmão torna a doença altamente letal. Apesar de existir 20 tipos deste câncer, segundo dados da Rede Nacional de Pesquisa Clínica em Câncer, do Ministério da Saúde, em 2013 menos de 20% dos pacientes brasileiros passaram por exames para detectar algum adenocarcinoma (o tumor maligno). Especialistas acreditam que, atualmente, este número subiu para 30%. Diante deste quadro, cabe a pergunta: mesmo se a pessoa deixar de fumar, será que seu pulmão se regenera? No Continue lendo