Maconha

Um erro grave

Um erro grave

1 minuto O canabidiol é uma das substâncias químicas presentes na maconha (Cannabis sativa)  e seu uso para o tratamento de algumas doenças já é autorizado inclusive no Brasil (em janeiro a Anvisa aprovou o registro do primeiro medicamento à base da planta no país: o Mevatyl). Mas esta rápida ascensão do canabidiol na indústria farmacêutica não está sendo acompanhada com eficiência pelas agências reguladoras. É o que afirma um estudo realizado por pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos EUA. Segundo os cientistas, a Continue lendo

Larica? Dois hambúrgueres, alface, queijo, obesidade, diabetes, artrite…

Larica? Dois hambúrgueres, alface, queijo, obesidade, diabetes, artrite…

2 minutos Já sabemos que os mecanismos do corpo que provocam vício em drogas são os mesmos que geram a compulsão por comer alimentos calóricos. E que, também assim como o vício em drogas, a compulsão por comidas gordurosas é extremamente difícil de ser combatida. Como consequência da ingestão exagerada de fast food estão muitos problemas de saúde, além da obesidade. Agora imagine os malefícios do fast food associados à maconha. A famosa “larica”, o apetite voraz do usuário da erva, tem sido objeto Continue lendo

“Como médicos, precisamos dizer claramente o que está acontecendo”

“Como médicos, precisamos dizer claramente o que está acontecendo”

6 minutos A aceitação de cannabis pela sociedade para tratar náusea, dor e outras condições é rapidamente seguida pelo desejo de legalizar a planta para uso recreativo. Os efeitos colaterais aparentemente inócuos da maconha ajudaram a abrir caminho para tornar o seu comércio legal, com todo o brilho de marketing de outros produtos de consumo. Contudo, essa conta limpa de saúde é limitada. O impacto potencialmente prejudicial da maconha no desenvolvimento do cérebro de adolescentes permanece sendo um ponto importante para pesquisa – particularmente Continue lendo

Continue a nadar, continue a nadar…

Continue a nadar, continue a nadar…

1 minuto Objeto de estudo no mundo inteiro, a maconha é alvo de nova polêmica, desta vez envolvendo a fertilidade masculina. De acordo com estudo recente da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, a maconha pode influenciar negativamente não só na contagem de esperma, como também na função espermática das células reprodutivas masculinas. Isso porque o mesmo efeito relaxante que a maconha tem sobre o corpo também teria nos espermatozoides que, aparentemente, ficando nadando em círculos ao invés de atingirem seu principal objetivo. Victor Chow, professor clínico Continue lendo

Outra derrota

Outra derrota

2 minutos Em maio deste ano, o Partido Popular Socialista (PPS) propôs uma ação pedindo que o STF assegure “o plantio, cultivo, colheita, guarda, transporte, prescrição, ministração e aquisição de Cannabis (nome científico da maconha) para fins medicinais e de bem-estar terapêutico, mediante notificação de receita, conforme as normas de saúde pertinentes”. Na ação, o partido solicitou ainda que, na ausência de regulamentação, seja dispensada autorização para o plantio e cultivo se o objetivo for médico ou de pesquisa científica. Esta semana, a AGU Continue lendo

Maconha no ambiente de trabalho: uma questão complexa

Maconha no ambiente de trabalho: uma questão complexa

5 minutos Nos Estados Unidos, Canadá e Europa não se cogita administrar uma empresa sem programas de prevenção ao álcool, tabaco e outras drogas. Estima-se que a cada 1 dólar investido nos programas de prevenção houve um retorno de 8 dólares. Esta preocupação vem aumentando à medida que também aumenta o número de Estados americanos que está legalizando ou descriminalizando o uso medicinal e recreativo de maconha (lembrando que, nos EUA, o uso da “maconha medicinal” não foi aprovado por médicos e sim por Continue lendo

Controle máximo para risco mínimo

Controle máximo para risco mínimo

4 minutos Para utilizar uma substância ou planta como medicamento no Brasil é preciso obter aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), com dados comprovando sua segurança e eficácia. Uma portaria da Agência classifica a maconha e suas substâncias como proscritos, ou seja, proibidos no Brasil. Com base nestas premissas, a Anvisa  deu parecer contrário à liberação do cultivo de maconha para fins medicinais em um documento protocolado no Supremo Tribunal Federal (STF). O documento é assinado por Thais Mesquita do Couto Araujo, Continue lendo

Potcoin, a ‘moeda da maconha’

Potcoin, a ‘moeda da maconha’

2 minutos Bitcoin (também conhecida pela sigla BTC) é uma moeda virtual (ou digital) criada por Satoshi Nakamoto em 2009. Significa moeda bit (sendo que coin é moeda em inglês, e bit corresponde ao dígito binário, termo que expressa menor unidade de informação no contexto informático). Da perspectiva do usuário (você), o Bitcoin funciona como dinheiro para a internet, sendo a primeira implementação de um conceito chamado de “criptomoeda”: uma nova forma de dinheiro que usa criptografia para controlar sua criação e as transações, Continue lendo

Seja altruísta. Doe sangue

Seja altruísta. Doe sangue

1 minuto Em 2004 a Organização Mundial de Saúde (OMS) instituiu o dia 14 de Junho como o Dia Mundial do Doador de Sangue. O objetivo é homenagear e agradecer a todos os doadores que ajudam a salvar vidas diariamente. Na data comemora-se também o aniversário de Karl Landsteiner, prêmio Nobel pela descoberta do sistema de grupos de sangue ABO. No Brasil, segundo a Fundação Pró-Sangue, a cada dois minutos um paciente necessita de transfusão sanguínea no Brasil. De acordo com o Ministério da Continue lendo

Maconha: desconstruindo mitos

Maconha: desconstruindo mitos

4 minutos Em favor da legalização da maconha, muita gente costuma usar o exemplo da Holanda. Mas não é bem assim. A Holanda nunca legalizou a maconha. Em 1976, a lei mudou, mas apenas para descriminalizar o porte de até 30 gramas de maconha para consumo. Nessa época, alguns cafés já vendiam pequenas quantidades da droga, porém de forma ilegal. Em 1980, o Ministério Público determinou que os coffee shops não seriam processados se cumprissem cinco regras básicas (veja ao final deste artigo). A Continue lendo