Notícias

Os caçadores do mel alucinógeno

Os caçadores do mel alucinógeno

3 minutos No leste do Nepal, membros selecionados da população de Kulung escalam escadas de cordas de bambu até penhascos de 91 metros para conseguir colher o mel alucinógeno produzido pelas abelhas gigantes do Himalaia. Para evitar os enxames das abelhas eles recorrem à fumaça de grama queimada, que é anexada a uma vara, enquanto tentam recolher o precioso líquido. Uma jornada tão impressionante quanto difícil e que está documentada em The Last Honey Hunter, um filme que atualmente é exibido em festivais e Continue lendo

O excêntrico mercado de venda de… urina

O excêntrico mercado de venda de… urina

3 minutos Nos Estados Unidos é muito comum encontrarmos as chamadas lojas de conveniência por quase toda esquina. Estas lojas são assim chamadas porque vendem de tudo. Tudo MESMO. Tanto que um item se tornou pivô de controvérsia: a urina. Não, não estamos fazendo piada. As lojas de conveniência dos EUA estão vendendo urina! Produzidas por dezenas de empresas e geralmente vendidas online, amostras de urina sintética ou real desidratada prometem burlar exames e 100% de eficácia em resultados neutros para usuários de drogas. Continue lendo

IFL – a mais de 50 anos levando adiante sua missão

IFL – a mais de 50 anos levando adiante sua missão

2 minutos Fundado em 14 de Janeiro de 1968, o Instituto Fraternal de Laborterapia, também conhecido por IFL, vem se dedicando, desde sua fundação, à recuperação de dependentes químicos e famílias – e também à formação de voluntários –, estimulando a orientação e prevenção através de cursos ministrados por profissionais especializados nesta área. Esta entidade beneficente de natureza civil, sem fins lucrativos, tem como objetivos básicos o tratamento, a prevenção e  a orientação sobre alcoolismo e outras drogas. O IFL é mantido com contribuições Continue lendo

“70% de inspiração e 30% de uísque”

“70% de inspiração e 30% de uísque”

2 minutos Augusto Mendes (Vladimir Brichta) é um ex-ator de pornochanchada que busca a luz dos holofotes da fama a qualquer custo. Assim, por acaso, ele entra numa fila de teste para interpretar um palhaço criado nos Estados Unidos em 1946 e importado para o Brasil graças ao pioneirismo de Silvio Santos no seu SBT. Diante do produtor americano, que não entende uma palavra do que ele diz, Augusto coloca o estúdio abaixo com sua performance. E vira o maior palhaço do Brasil. Bozo Continue lendo

Projeto BeOK

Projeto BeOK

3 minutos Desenvolvido por Gilson Schwartz, professor do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, e pelas psicólogas Flávia Jungerman e Natália Ragghianti, do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, o aplicativo (app) BeOK (“fique bem”) é um game para celular cujo objetivo é dizimar um dos monstro da dependência química – a recaída – além de estimular a abstinência, a redução do uso, a diminuição da fissura e dos problemas relacionados às drogas. Um dos recursos oferecidos pelo Continue lendo

Você já  ‘phubbou’ alguém hoje?

Você já ‘phubbou’ alguém hoje?

2 minutos Se você pensar bem, certamente irá responder nossa pergunta-título com um ‘sim, já phubbei alguém hoje’. Criado pela junção das palavras phone (celular) e snubbing (esnobar), o phubbing é o ato de ignorar ou deixar de conversar com alguém por estar focado no celular. Trocando em miúdos: se você presta mais atenção no que está no celular do que na pessoa ao lado, você está praticando phubbing. Esta percepção do celular como um aparelho inseparável e vital transforma a maneira como nos Continue lendo

Comunidades terapêuticas são estabelecimentos de saúde?

Comunidades terapêuticas são estabelecimentos de saúde?

2 minutos De acordo com a classificação do Ministério da Saúde, as comunidades terapêuticas deveriam figurar como locais voltados à promoção de práticas corporais, artísticas, culturais, físicas, promoção nutricional e educação em saúde. Na contramão dos princípios da reforma psiquiátrica e da política de redução de danos na saúde mental, no entanto, inspeções realizadas nos últimos anos demonstram que esses estabelecimentos têm figurado como ambientes de reprodução das práticas manicomiais e violação de direitos humanos. Diante deste quadro alarmante, o Conselho Federal de Psicologia Continue lendo

Mídia: do consumo doentio à abordagem equivocada sobre drogas

Mídia: do consumo doentio à abordagem equivocada sobre drogas

4 minutos Pesquisadores do ICMPA (International Center for Media & the Public Agenda), nos EUA, reuniram centenas de estudantes em 12 universidades do mundo e pediram para que eles não consumissem nenhum tipo de mídia durante 24 horas. Ou seja, eles não poderiam assistir televisão, ler jornais, usar o celular, internet, etc. Passado o período estipulado, os estudantes foram convidados a contar a experiência e declarar de qual meio de comunicação mais sentiram falta. De acordo com o resultado do estudo, a televisão foi Continue lendo

Planos de saúde X Dependência química

Planos de saúde X Dependência química

3 minutos Uma operadora de planos de saúde negou tratamento a um cliente diagnosticado com dependência química, alegando que o paciente não possuía cobertura contratual e apólice de seguro não estava adaptada à Lei Federal 9.656/98 – que dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde. O custeio de uma internação psiquiátrica não está prevista nesta lei e, atualmente, a maioria dos planos de saúde apresentam cláusulas nos contratos que obrigam o usuário a custear até 50% da internação a partir do 31º dia. Continue lendo

Alcoólicos Anônimos – 70 anos com simpósio e até um robô

Alcoólicos Anônimos – 70 anos com simpósio e até um robô

2 minutos Em 1946 chegava ao Rio de Janeiro o publicitário americano Herbert L. (Herb). Alcoólico, procurou contatos do AA no país. Somente em  julho de 1947 ele recebeu o endereço de um AA, e alguns livretos e folhetos em espanhol. Em uma ata escrita no livro de registros do “Grupo de A.A. do Rio de Janeiro” menciona-se o 3º aniversário da fundação e que, então, “a referida data ficará, por tradição, como a data oficial da fundação do Grupo”. Em função disto, convencionou-se Continue lendo