Série mostra famosos que morreram vítimas do cigarro

Tempo de leitura: 2 minutos

Após tantas mortes decorrentes ao hábito de fumar, foi criado o Dia Nacional de Combate ao Fumo: dia 29 de agosto. O intuito é alertar a população dos males que o vício pode causar na saúde dos fumantes e naqueles que convivem com estes.

Apesar das inúmeras substâncias cancerígenas que o cigarro contém, nas décadas de 60 e 70, fumar era considerado um ato charmoso. No universo dos famosos, vários artistas deixaram seus fãs saudosos após adquirirem doenças causadas pelo fumo e não resistirem.

O ex-Beatle George Harrison, que era fumante, lutou durante quatro anos contra um câncer que apareceu inicialmente no pulmão e na garganta, mas depois acabou se espalhando para o cérebro, levando o músico à morte aos 58 anos, em 2001.

Além dele, o grande humorista brasileiro Chico Anysio e o consagrado ator Paulo Autran morreram em decorrência às doenças causadas pelo hábito de fumar e fizeram questão de exporem o arrependimento do vício antes de partirem.

Confira outros famosos que foram vítimas do cigarro:

Patrick Swayze, o ator conhecido pelos filmes Dirty Dancing e Ghost faleceu por causa de um câncer no pâncreas, aos 57 anos. Era tabagista e fumou até seu último dia de vida, inclusive quando estava internado.

Louis Armstrong, ícone da música norte americana, faleceu aos 69 anos. Armstrong sofreu um ataque cardíaco por causa do cigarro.

John Wayne, ícone da dramaturgia, faleceu aos 72 anos. Ele tinha câncer no pulmão.

Ramón Valdés Castillo, o eterno Seu Madruga do Cháves, sofria de câncer do estômago. A doença foi diagnosticada na década de 80 e o cigarro influenciou no desenvolvimento da mesma.

Leslie Nielsen, um dos maiores nomes da comédia, faleceu em 2010, vítima de pneumonia, aos 84 anos.

Walt Disney também faleceu por causa do cigarro. Ele faleceu aos 66 anos, em 1966, em decorrência das complicações do câncer no pulmão.

Na série de imagens “Fumar mata”, o artista Mr.Dirns mostra alguns destes famosos que perderam suas vidas em função do câncer causado pelo cigarro.

Cigarros amassados sobre as imagens queimam lentamente as fotografias. De uma forma simples, porém impactante, a série de fotos tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre os riscos do cigarro.

Acompanhadas pelos anos de nascimento e morte, as imagens possuem forte apelo ao mostrar figuras de pessoas amadas, como o músico de jazz americano Nat King Cole.

Para conferir o instigante trabalho de Mr. Dirns, clique aqui

 

Fonte: site oficial de Mr. Dirns

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *